CONTADOR DE VISITAS




Google+ Followers

Seguidores

Poema ao acaso

Poema ao acaso

sexta-feira, 26 de junho de 2009

DA ROSA BEIJEI AS PÉTALAS




Da rosa beijei as pétalas
E os espinhos feriram minhas mãos.
Poesia que de amor não fala
Certamente fala de solidão.

Beijei teus lábios
E me esbofeteaste,
O que fiz não foi sábio
Fui no mínimo inconveniente

Entre ti e a rosa,
Diferença não tem
Ambas são formosas,
E tem espinhos também

Da rosa vem o perfume
Suave da flor.
Da mulher vem o ciúme
E ciúme não é amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário