CONTADOR DE VISITAS




Google+ Followers

Seguidores

Poema ao acaso

Poema ao acaso

sexta-feira, 26 de junho de 2009

DEI UM CHUTE NA MÁ SORTE




Dei um chute na má sorte,
Abri um sorriso pra vida
Fiz da vontade o meu suporte
E busquei uma saída.

Não foi fácil o meu recomeço
Enfrentei espinhos pelo caminho,
Não foram poucos os tropeços,
Mas valeu meu empenho.

Não foi depressa, foi aos poucos, devagar,
Fui conquistando meus espaços,
Subi degrau por degrau arte chegar ao patamar.

Hoje, tenho meus pés no chão,
E sou uma pessoa prevenida
Pra não cair de novo no engodo da ilusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário