CONTADOR DE VISITAS




Google+ Followers

Seguidores

Poema ao acaso

Poema ao acaso

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Lambido por Você


Lambido por Você
Estou com uma saudade insana,
de ser lambido por tua língua,
ser beijado e lambuzado
pelo teu néctar.

Sentir o teu olhar de tarada,
no encontro do meu toque,
latejar teus grandes lábios,
com suaves estocadas,
enquanto minha boca,
procura por tua língua,
manhosa e gostosa.

Você menina, de pele
morena e olhos brilhantes,
bastou – me, deixar levar,
sentir a língua
molhada deslizar
em torno das orelhas,
ao redor do pescoço,
de cima até embaixo
da nuca,
arrepiar – me com
o quente frio da
respiração lenta,
pausada...

Um interminável
gemido de prazer,
perdido nas
entranhas do meu ser,
sentindo você em mim,
morna, úmida,
selvagem..

Nenhum comentário:

Postar um comentário