CONTADOR DE VISITAS




Google+ Followers

Seguidores

sexta-feira, 26 de junho de 2009

NUNCA UM AMANTE


Lá no céu tem uma estrela,
Que não perde o esplendor.
Às noites eu posso vê-la,
Só não sinto seu calor.

Cá na terra tem alguém,
Por quem me perco a olhar,
Uma pessoa a quem,
Eu sei que não devia amar

Tem dias que na lua,
Parece-me faltar um pedaço,
E a pessoa quando a vejo na rua,
Não sei o que faço

Esse alguém tão perto de mim
E a estrela de mim tão distante!
Será que tem de ser assim,
Ser um admirador e nunca um amante?

A pessoa a quem eu quero,
Pertence a quem muito quero também.
Tira-la de quem venero,
Não seria certo, não faria feliz a ninguém

Nenhum comentário:

Postar um comentário