CONTADOR DE VISITAS




Google+ Followers

Seguidores

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Quando se trata de amor...





Quando se trata de amor

O céu azul em nuvens cúmulos

Se enrola como um pergaminho

Se abrindo num manto de estrelas

Em fulgente desalinho



Quando se trata de amor

As diferenças são minimizadas

As fronteiras ficam tênues

Quase apagadas

Qualquer fugaz momento

Se torna perene



Quando se trata de amor

Há um cheiro de terra molhada

Aroma despretensioso pairando no ar

Reluz o brilho da relva orvalhada

Projetado no olhar



Quando se trata de amor

Os sonhos são palpáveis

Não necessitam do adormecer

As manhãs nebulosas se abrem

Despedindo-se num dourado entardecer



Quando se trata de amor ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário